× Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
POETIZANDO pra NÃO ir PIRANDO
Sentimentos, Poesias...Percepções ...São todos os dias
Textos
Depressão não! - FAÇAMOS REVOLUÇÃO!
Atualmente vivo de projetos...agradecendo todos os dias pelo trampo que o companheiro tem. É o que honra em deixar as contas em estágio de " amém ".

Sim, já fui professora concursada do Estado.

E não digo que me arrependo por ter exonerado porque a exoneração me possibilitou o mergulho na profissão Geógrafa. Me deu oportunidades de viver " aventuras trabalhistas" na área ambiental, analise de impactos sociais, análise da dinâmica da renda petrolífera, resíduos sólidos, levantamento da situacao do pescadores e pescadores ambientais..

Tenho um bom currículo, dizem. Fico feliz! Contudo todavia entretanto, há 6 anos estou sem um emprego " de direito ": Várias pesquisas nao apoiadas. Vários financiamentos de projetos cortados.

Férias, descanso remunerado, 13  salários.... Eu e mais uns ãos  . Mais de 60 ...70....80... MILHÃO  MILHÕES MILHARES


( Ah...meu emprego de professora.!!)
Sim. Sim. Dou aula num pré-vestibular comunitário.  E escrevo. - coisa que não dá migalha, mas eleva o espírito.

Mas eu como milhões.
Milhões
Mil Milhões no mundo!
DEMPREGADOS.
SUB  EMPREGADOS

- Achamos que em muito se deu fim a escravidão? Só que não!!!!

Temos CNPJ....
Pode me chamar de empresário. ...autonomo.
No fundo somos trabalhadores descartados
Em todos os lugares desamparados
E eles, os grandes capitalistas, estão vendendo  nosso futuros
Dignidades?
Cada vez menos nas cidades....

.........

Voltando à mim. Receitaram-me recentemente antidepressivo.
  Eu me pergunto como não estar deprecivel? É deprimivel. Lastimável. Crivel.
Parece incrível....
Parece que todos os neuros e psiquiatras vão sempre medicar....
Uma sociedade medicada

Arrrr

Arrrreee

Arre -  Égua

Como não relinchar
Como não dar coice
Como não trinar
????
Vualáaaaaa
Vou
Continuar a lutar...

Da minha maneira  H maiusculo
- Não  me  venha comparar!
Com todas as minhas formas que há: minhas forças, pés,  passos, braços e abraços . Empino o peito e  driblo a tristeza.

Transmuto a dor em ação
Movimento é o fomento
Tá na mão a solução
Fazemos a hora acontecer, e ora veja você,  que eu, neta de nordestina, como " boa menina", não paro de correr não,  Vicê.
Afinal quem, quem não?
....

Mas eis me aqui... e onde é  que eu quero chegar com esse palavreado?

Mui recentemente.... fui contratada como indigente. ... INDIGENTE TRAbAlHISTA ( - ALCUNHA QUE EU QUERO QUE EXISTA!)

Ora veja, indigente é aquele que não é reconhecido por nenhuma instituição
Familiar?
Articular?
Nenhuma.
-  Morre sem identificação
Nós, trabalhadores indigentes,  somos contratados por diárias, sem eira nem beira, sem pente nem quente : banheiro? Lugar pra esquentar a boia?  Nem pensar! Na na ni na não: trabalha por demanda da situação. Po contratos frágeis
De tão frágil
Que você é  " estelionatavel "
Se o projeto acabar vc tem um dia  pra se virar...eles te avisam, e pá ...
Mas se é  vc.
Se é vc a parar: multa tamanha cê tem que pagar. .... o equivalente à cinco dias trabalhados....

Coisa de trabalhador desamparado!!!!

Não  a PL 32.
O servidor público garante o feijão com arroz.
Sem nada você come no lixão.
FAÇAMOS A REVOLUÇÃO !!!

#flaviavalencalimapoeta
Fla Vinha Valença
Enviado por Fla Vinha Valença em 31/10/2021
Alterado em 27/11/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários