POETIZANDO pra NÃO ir PIRANDO

Sentimentos, Poesias...Percepções ...São todos os dias

Textos

Oração à música
Oração à música

Que o sagrado permaneça
E me enriqueça
Que eu busque o aprendizado com disciplina e permanência
Que eu insista naquilo que é bom e importante.
Que eu tire as carapuças que ofuscam e mantém  o meu eu longe de mim.

Que minha metamorfose ambulante seja perene e constante...como que driblando o vento que me desvia num vão momento.
Que engrene  a certeza de  se ir a diante
E que a maior graça seja essa: o caminho do vir a ser..a passagem de  trilhar....devagar e sempre,
mesmo que o tempo  seja breve
Mas que   esteja presente.
Mesmo lento, mas constante
sem perder a oportunidade do instante
Que eu possa respirar
decifrar música,
até eu ser música
Num  auto contínuo
Num ato, ilumino
de  ser a me tornar..
Instrumento da calma
Dá beleza da alma
Se ser feliz onde estå... :sem tirar nem por"
Tipo candieiro em festa de São  João  
Luz pra todo  canto
Em cada vão
Todo lugar
Luz à alumiar
Um porto seguro a me embalar
Sem cais para aportar
Só navegar
Nas ondas... só mar
Um voo, um abssinto  a soprar
Márraio feridor no ar
Piruetas no céu da boca
Uma emoção
A imaginação
a iluminar
Tocar
As cordas vocais
o coração.
A vida com a música a vibrar
Fazer escuro, mas cantar

" Faz escuro mais eu canto"

#FVL
#flaviavalencalimapoeta
Flavia Valença Lima
Enviado por Flavia Valença Lima em 28/06/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras