POETIZANDO pra NÃO ir PIRANDO

Sentimentos, Poesias...Percepções ...São todos os dias

Textos

43 anos..Os cãs reluzentes- auto biografia
Porque hoje é  Sexta e são 3 horas da manhã.... Ou melhor, hoje já é  Sábado......e eu com a minha insônia já escrevi 3 poemas, li mil mensagens e cantei Lapinha ( Em 6 tons),  Saudades da Minha  Terra ( EM 4 tons), BERIMBAU  ( em 4 tons), KID  Cavaquinho ( EM 4  tons), Peito Vazio ( Sei lá que tom).... E decidi fazer uma seção de fotos de alto amor....
Ou seria auto-amor?

Ato amor!
De alto auto  amor....
De ato alto auto
De auto alto ato
Amor de fato
Eu assumindo-me a quarentona
Em pleno processo de se platinar a cabeleireira.
- E que " zoeira"
Estou a apreciar os cãs! Esses não só   não  latem, mas brilham e reluzem!
É para celebra-los, a cada dia.Encontro um conjunto de fios pratas, e prontamente me presenteio com uma trança exata: fina ou farta.

E corro pra me olhar no espelho
E me acostumo com a Flávia que agora sou.
A que traz vincos e manchas, além  dos sinais....
É isso pra mim não é  tanto faz!
Pois eis-me aqui....
ex-me ali....
ei-me acolá...

Com os louros de ter vivido 43 anos. E quanta coisa! - Quantas emoções!

E sigamos!

Se vendo, ouvindo, escutando,
perdoando, aceitando, reconhecendo.  Cuidando bem da pele que te cobre..
Do corpo que te transporta
Deixando as janelas abertas
Olhando o sol e a lua o quanto possível!
- Quem tem olhos de vê, vem vê! (já dizia MESTRE NEGREIROS )

Sigo produzindo  o possivel e o impossivel

Fazendo o que é sensível ao coração !
Cuidando dele o quão precisar!
Pra ele não estourar!
Com a sobrecargaaaaaaa

Seje leve como um rouxinol!!!
Que no arrebol lhe rouba um beijo
E vive no desejo de ser e estar
Mesmo se.o tempo não pára para pousar
Então que corramos atrás dos pardais
Que junto com as andorinhas, araras, quero-queros farão  um novo verão!

Que possamos nos despir das vaidades...tratar de nossas verdades
Olhar e plantar lealdade
Em relações de não explorações, mas de trocas justas..
.Boas para todos,
comum a todos...
sem castas ou grupos....

Juntos como pássaros  no céu que acordam e voam todos os dias juntos na aurora e no entardecer.

Que no inverno que se aproxima, nos cubram os de solidáriedade..
E que você, mesmo  caso esteja solitário, esteja acolhido, mantido, cuidado.
Mantenha o auto cuidado.
Sejamos responsaveis
Como os passarinhos......

VOEI
Flavia Valença Lima
Enviado por Flavia Valença Lima em 20/06/2020
Alterado em 28/06/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras