× Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
POETIZANDO pra NÃO ir PIRANDO
Sentimentos, Poesias...Percepções ...São todos os dias
Textos
O silêncio dos homens

A violência doméstica é também silenciosa
Ela nasce do desvalor feminino, da ignorância de suas necessidades e da sua objetificação
A violência doméstica está na divisão desigual do trabalho reprodutivo
Na negligência de tantas tarefas, ao qual, ele faz vista grossa e finge que não vê. Não faz e nem paga pra fazer. Ele se acha no direito de esquecer.

A violência doméstica está na divisão desigual do tempo de dedicação à família. Na omissão nas decisões. No poder fazer ou não masculino. Ter o tempo “livre” para o trabalho remunerado....enquanto a mulher acumula funções

A violência ocorre também, na exigência de que ela esteja sorrindo,  mesmo, com tanto trabalho à fio.

Há também violência doméstica, na falta de divisão para com o trabalho de educar as crianças
E  violência no julgamento e taxação de seu (mal) humor...onde você, a mãe, vira chacota da família. A violência no julgamento da mãe, à  torto e à direito.
A violência doméstica provém de direito  desigual. Onde o homem pensa e se faz REI e que manda quando convém.
A violência doméstica  deixa cheio a tristeza a alma feminina – Que sente a dor de ser mulher e de ter que dar mais (muito mais) do que se quer
Fla Vinha Valença
Enviado por Fla Vinha Valença em 21/05/2020
Comentários