POETIZANDO pra NÃO ir PIRANDO

Sentimentos, Poesias...Percepções ...São todos os dias

Textos

Cordão umbilical
E corta-se aos treze o cordão umbilical
e esses corte sangra por dentro
como um tremendo - pesar em existir.
Mas a dor do corte também estanca...
Dói só o nó da garganta...
de toda a história de abandono que se foi
Corta.. mas renasce em mim
Hoje vivo o sim pelo sim
Sem aí assim
Somente o do pesar do fim

FVL

#flaviavalencalimapoeta
Flavia Valença Lima
Enviado por Flavia Valença Lima em 29/09/2019
Alterado em 20/10/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras