POETIZANDO pra NÃO ir PIRANDO

Sentimentos, Poesias...Percepções ...São todos os dias

Textos

À Angélica Dias Lima
No entardecer as vezes me entristeço.
Serás o marco da hora em que te perdi?
E é justo a hora em que os pássaros voam para se encontrar que me sinto mais só....
Quando se perde alguém... A noite  se adentra.
E se espera um novo dia.
Mas no fim do  dia, de cada dia, com toda certeza já me vem sustento da alegria: de lembrar do doce amor que já tive e vivi um dia.

Ter mãe é ter universo!

Se a perdi: - Escrevo um verso !
E tento recriar essa linda história!

"Mamãe, mamãe, mamãe... eu me lembro o chinelo na mão. O avental todo sujo de ovo...."
Lembro-me de sua força e determinação. Do seu sorriso. Da perseverança.
Da sua brabeza.
E também de sua tristezas da infância:
De menina oprimida, suprimida pela tarefa do lar.
E depois, da mulher aprisionada no amor romântico... ao único homem aquém se entregou...
Mulher guerreira.
Sábia e sabida.
Não fez por menos a sua medida: acertou no criar bem dos seus filhos:
Deixaste o seu olhar,
O amor ao próximo
E a certeza no lutar!!!!

À Angélica Dias Lima.... IN MEMORIAN
Flavia Valença Lima
Enviado por Flavia Valença Lima em 17/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (FVL). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras